Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu
Dicionário do Viajante Ninja

Dicionário do Viajante Ninja

Muito se fala em viagem, viajar, curtir…

MAS, principalmente para os viajantes de primeira viagem, saber o que significa cada termo, palavra, jargão etc, faz parte do aprendizado e da experiência adquirida ao longo dos vários quilômetros viajados, não é? É por isso que estamos criando o nosso Dicionário do Viajante Ninja! Ou uma espécie de glossário, se preferir.

O que significa:

 

All-inclusive: Esse termo sempre foi, e ainda é, muito usado nas viagens em cruzeiros marítimos; Hotéis Resort também costumam usar esse termo, que significa “tudo incluso”, ou seja, se você ficar num hotel all-inclusive, terá direito a tudo: comidas, bebidas (geralmente não alcoólicas), doces, sobremesas, etc.

ATM: Essa sigla tem vários significados, porém no mundo de viagens ATM vem de “Automated Teller Machine”, que seriam os famosos Caixas Eletrônicos. Por tanto, se precisar sacar dinheiro no exterior, procure pela sigla ATM!

Buffet: Geralmente, mais nos Estados Unidos, a palavra buffet é usada para restaurantes aonde a comida é a vontade e você mesmo se serve;

Brunch: Não é almoço, mas não é janta, seria uma mistura de almoço com lanche da tarde;

Cab: São os táxis! Mas o táxi pode ser “taxi” em inglês também.

Check-in: Termo usado em hotéis e aeroportos; No hotel usa-se esse termo para informar sua chegada ao local, ou seja, a primeira coisa que se faz no hotel é o check-in no hall de entrada; No aeroporto segue a mesma linha de pensamento, no entanto, além de informar sua chegada no guichê, também informa que você pegará o voo, mas não garante que o avião decole sem você, ok?

Check-out: Termo oposto ao check-in, no entanto só é usado em hotéis; Ao final de sua estadia é necessário fazer o check-out, ou seja, informar o hotel que você está saindo.

Conexão: Quando você tem uma viagem com conexão, significa que você fará uma parada antes de chegar no seu destino final, podendo ou não trocar de aeronave (geralmente é feita a troca de aeronave).

Downgrade: O oposto de “upgrade”; Pode ocorrer por conta de um overbooking ou lotação de hotel, aonde você pode até receber um valor de ressarcimento por conta dessa mudança, a depender da política de cada empresa.

Double (DBL): EsGeralmente esse termo/sigla é usado para apartamentos duplos, em hotéis.

Escala: É quando seu voo tem uma parada antes do destino final, troando, ou não, de aeronave.

Franquia (de bagagem): Trata-se do limite de peso e quantidade que você pode levar em bagagens sem custos. Para voos internacionais, veja os limites para sua bagagem aqui.

Free-shop: Também conhecidas por Duty-free, são as famosas lojas livres de impostos que ficam nos aeroportos; Nessas lojas você consegue comprar produtos importados, mesmo em solo brasileiro, porém mais baratos pois não tem impostos embutidos nos preços.

Gate: Esse Não se usa muito, mas é possível que algumas pessoas falem”gate”, que na tradução livre significa “portão, portal”; No aeroporto você sempre embarca através de um gate, ou seja, pelo portão numero X.

Gratuity: Alguns lugares usam esse termo em referência a gorjeta, ou tip.

Hostel: O mesmo que albergue; Geralmente tem banheiros compartilhados e quartos com mais pessoas, porém pode variar bastante; São muito mais baratos que hotéis.




Jet-lag: Seria um “desarranjo” do seu relógio biológico, e ocorre, geralmente, em viagens de avião longas e com diferenças de fuso-horários entre o local de partida e chegada.

Locker: A tradução livre do inglês é armário, no entanto essa palavra é usada praticamente no mundo todo; Nada mais é que um grande armário com vários pequenos compartimentos; Em estações de esqui você guarda suas coisas em lockers, por exemplo.

Localizador: É o número de reserva da sua passagem, ou seja, é um código composto geralmente por letras, do qual você usa para rastrear suas passagens, fazer check-in, consultar os horários, etc; Se você faz a compra de uma passagem, e eventualmente precisa ligar no SAC da empresa aérea, ele te pedirão seu número de reserva, ou seja, seu localizador.

Lift: É o mesmo que o nosso famoso teleférico, mas normalmente quando falamos “lift“, são os teleféricos usado em montanhas para esquiar.

Milhas: É o termo usado pelo Programa de Pontos da GOl/Smiles; como foi o pioneiro, quase todo mundo fala “milhas” quando o assunto é comprar passagens aéreas com pontos.

No Show: Traduzindo livremente seria “não comparecimento”, ou seja, termo usado quando você não aparece aparece num voo ou quando não aparece no hotel no qual tem reserva, é considerado “no show”.

Overbooking: Palavra famosa e muito usada/praticada pelas companhia aéreas; O overbooking consiste na venda de algo além de sua capacidade, no caso, assentos nos voos. No ramo hoteleiro não é tão comum o uso do termo.

Outlet: Nos Estados Unidos quando falamos em Outlet, são lojas que encontramos as “pontas de estoque”, e, geralmente com preços muito mais acessíveis!

Perna: É uma expressão que tem o mesmo significado de trecho.

Pax: Sigla usada no meio da aviação (e as vezes no meio do turismo e agencias de viagens também) para referenciar passageiros.

Self-parking: Assim como num restaurante self-service você se serve sozinho, quando você ver placas indicando “self-parking” significa que você mesmo deve estacionar seu carro, geralmente sem custos.

Single (SGL): Esse seria para apartamentos individuais em hotéis.

Single Rider: Você vai encontrar esse termo em alguns parques temáticos, geralmente numa fila separada da fila principal; É destino para as pessoas “sozinhas” e quem tem pressa, ou seja, se num brinquedo que podem ir 4 pessoas, por exemplo, você entrará com 3 pessoas aletórias ou será a 4ª pessoa para completar outros grupos; já na fila normal você poderia ir em 4 amigos e curtir juntos; Geralmente as filas de single riders não passam por toda a cenografia dos parques, mas caso você não ligue, aproveite!

Souvenir ou Suvenir: Palavra de origem francesa, souvenir significa “memórias”, ou seja, suvenir é um objeto que resgata a memória de um determinado lugar, por isso encontramos em toda viagem, e claro, são os presentes preferidos para dar de lembrança.

Spring Break: É o período em que a maioria das escolas/universidades americanas entra em férias; Esse período nunca é uma boa opção para irmos para os EUA, vai estar beeeeem cheio!

Shuttle ou Shuttle Service: Geralmente são transportes exclusivos para destinos pré-determinados; Em Orlando, por exemplo, muitos hotéis oferecem “shuttle” para os parques, ou seja, oferecem transporte até os parques para os hóspedes.

Tip: Essa palavra pode ser usada pra DICA, porém o mais comum é usar tip para Gorjeta.

Transfer: No ramo de turismo esse termo é bem comum; O transfer geralmente é usado para transporte dos turistas do ponto de partida até o ponto desejado, por exemplo, ao desembarcar do aeroporto, muitos hotéis disponibilizam transfer para o hotel.

Trecho: Quando voamos de da cidade A para a Cidade B, voamos um trecho; Da Cidade B para Cidade A é outro trecho, ou seja, numa viagem de ida E volta você voará 02 trechos.

Upgrade: Em viagens esse termo é usado quando você consegue uma melhoria no seu voo ou no seu quarto de hotel, por exemplo, se você comprou assentos na classe econômica, você pode pedir um upgrade (e talvez pagar por isso) para classe executiva, se isso ocorrer, você fez um upgrade.

Vallet ou Vallet-Parking: Podemos dizer que é o mesmo que “serviço de manobrista“; Viu essa placa? Então provavelmente você vai encontrar alguém para “pegar” seu carro; Geralmente essas placas estão nos hotéis e em restaurantes.

Voucher: Na tradução livre significa “comprovante”, em alguns casos significa “garantia”; Muito usa-se o termo voucher em estadias de hotéis, mas também pode ser usado para ingressos.

dicionario-de-sinigificado-para-viajar-e-viagens